sexta-feira, 12 de junho de 2009

Carlitos

Deixou quando morto mais ou menos isto:
um chapéu preto, roto
dois tocos de cigarro
e um resto de bengala.
Um certo ar de outro
um par de sapatos
a casaca, um lenço
e o sorriso triste
da alma de seu rosto.



(Carlos Rodrigues Brandão. Os nomes. Campinas: Mercado de letras, 1999. p. 28.)

Um comentário:

  1. Olá, gostei do blog, muito maneiro! Parabêns!!!

    ResponderExcluir